quinta-feira, outubro 05, 2006

Minhas palavras...














O que é um post?
Já algumas vezes me questionei sobre o que é isto e achei engraçada a ideia de discutir, ou pôr à discussão, esta questão.
Texto, metatexto… o que está para além do que se lê?
Que trabalheira incrível… ele dá-me para cada uma…

1,2, 3… experiência…

Bem, à partida um post é o que o autor quer que seja, claro.
Ponto final?
Fácil de mais. Compliquemos, pois, a partir dos textos que melhor conheço.

Sendo um blogue um espaço comunicacional por excelência, o post, ou texto, seja poético ou prosa ou assim-assim, deveria ser um objecto de comunicação de ideias, sentimentos, opiniões e outras que tais que agora não me ocorrem.
Em qualquer dos casos, os textos, mesmo quando de carácter intimista ou íntimo, como muitas vezes acontece, não devem, sob pena de ultrapassarem a barreira do privado, servir para expor e questionar intimidades.

Deste modo, ao efabular as impressões sobre o nosso pequeno mundo, está a defender-se o autor, bem como o (s) objecto (s) da sua reflexão.
É que, tal como um livro (para não falar de outras publicações), as palavras têm peso. E às vezes um peso incalculável.
O retrato que fazemos do interior de nós é tantas vezes espelho de outros interiores.
Os medos, os amores e desamores, alegrias e tristezas ecoam de forma tantas vezes brutal em quem nos lê. E tantas vezes quando afinal tudo são estórias, apenas e só. Sem destinatário distinto, sem qualquer intuito outro que contar uma fábula.

É por isso que o comentário se revela de importância.
Um comentário interessante, positivo ou negativo, tem importância idêntica ao post, por ser o seu reflexo.
Nem sempre é fácil comentar.
Críptico, fechado, complexo… íntimo… intimista…

É importante a interpretação.
E interpretamos sempre bem? Claro que não. Era o que faltava.
Mas é importante sentir que há uma interpretação.

Porque as palavras às vezes doem, tal como qualquer nascimento.

De qualquer modo, são construções de sentimentos, desejos, iras, raivas, impotências, carinhos, paixões, amores…
Mas sempre construções.


As palavras que nunca te direi…

Afinal ninguém se conhece, ninguém se vê plenamente. Aqui ou noutro local qualquer.

Mas esta esfera não é mesmo a terra dos sonhos ;))


(Foto: troll-urbano.weblog.com.pt/arquivo/2006/01/)

27 Comentários:

Blogger _aifos_ disse...

Gostei desta reflexão... de ser importante ler, escrever, comentar, interpretar, em qualquer que seja a ordem :)

E a frase/ideia:
"Porque as palavras às vezes doem, tal como qualquer nascimento"
é, em meu ver, verdadeira e brutal!

Voltarei!

9:12 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Ant,

Simplesmente fabuloso,

Não li, li e reli. E tb como no comentario anterior a frase "Porque as palavras às vezes doem, tal como qualquer nascimento"
me martelou aqui na cabeça não so por ser brutal poque e verdadeira.No post ou texto temos que nos resguardar mas tb temos que escrever sem reservas sem medos, este é o nosso espaço, cabe a que o visita e comenta, a sensibilidade de ler e sentir ou de nada dizer porque nada sentiu, sem nunca nos esquecermos que pode ou não haver um destinatario para o nosso texto. Mas com em tudo, até nos comentários, tem que haver respeito e liberdade e nao esquecer que esta ultima pode perfeitamente conviver com a primeira.Dsc tanto comentario...

Novamente te digo que o teu post é fabuloso!

Fica bem.

bjocas

10:34 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

Pois é amigo, esse post, esse comentário, essa palavra bonita, essa polémica, essa contradição, esse carinho, essa imagem daquele Blog...
Tanta coisa num simples "Enter"

Aquele abraço

11:35 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

PS: Não te esqueças daquilo na Sociedade A.

11:38 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

quando escrevo, estou a pensar para mim e espero que as pessoas comentem sobre o que sentiram sobre o texto.

quando leio faço a minha interpretação e (salvo algumas excepções que me permitem brincar) escrevo o que penso sobre o que está escrito e não sobre a pessoa.

infelizmente há quem tente ver além de. Além de está o tal meta-texto.

Hoje perguntaram-me se era profética. não há paciência ou há??

:(((

12:37 da manhã  
Blogger Jotabê disse...

Estás em mês de aniversário, vê lá se pagas alguma coisa ó forreta.

:)

9:44 da manhã  
Blogger MARTA disse...

Tema interessante e bastante polémico que leva a várias reflexões.
Porque o objectivo ao ler um post é esse - reflectir sobre o que está escrito.
Infelizmente, e concordo com o que diz a Teresa Durães, há quem tente ver além do que está escrito e seja brutal a ponto de "dar cabo" de quem escreveu o post. Como já me aconteceu...
Gostei muito, Ant. Continua...Tens muitas palavras para dizer..
Beijos e abraços
Marta

11:10 da manhã  
Blogger Heloisa B.P disse...

"Que trabalheira incrível… ele dá-me para cada uma…

1,2, 3… experiência…

Bem, à partida um post é o que o autor quer que seja, claro.
Ponto final?
Fácil de mais. Compliquemos, pois, a partir dos textos que melhor conheço."
***********************************
"COMPLIQUEMOS, ENTAO"!!!!!

E... de facto, "COMENTAR" E' BEM DIFICIL!!! Muito especialmente, se "A Materia" a COMENTAR se sobrepoe em qualidade a nossa capacidade de "argumentar"!!!

_SONHOS! EMOCOES! DESEJOS! FRUSTRACOES! "and so on..." de tudo isto e mais aquilo... se compoe o pensamento, a "ALMA", o SENTIMENTO HUMANO (ou...do HUMANO!?...)!!!!!
E, "O POST"_"UM POST"_ reflecte, afinal parte desses SENTIMENTOS/EMOCOES!

Agora, em jeito de quem "comenta"...
*EXCELENTE POST ESTE, *ANT*!!!!!

Fica um sorriso em conjunto com meu Abraco e... como eu costumo ter a Palavra bem junto ao Coracao, digo_lhe assim com uma enorme "SEM-CERIMONIA" que, ja' senti a sua falta em minha muito humilde casinha!!!!!!!.........

Heloisa.
***********

1:15 da tarde  
Blogger BlueShell disse...

Bolas....conseguiste complicar "a coisa"!!!

melhorei da febre! (assim, assim...)LOL

Um beijo azul de uma concha...no meio das serranias
BShell

5:09 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

um post? este post?

todos os post?


___________________
epifenómenos.


(voltarei se para tal tiver inspiração.)

mas gostei. especialmente.


_________________
beijos.

7:43 da tarde  
Blogger boleia disse...

ora... ha posts, e posts!
eu gosto de todos ;)

9:00 da tarde  
Blogger Caçadora_de_sonhos disse...

Simplesmente isto.....
:0)

8:17 da tarde  
Blogger herético disse...

excelente. este post poderia cosntituirum "carta de principios" para a blogsfera ( digo eu, sei lá...)

abraços

2:26 da tarde  
Blogger Ant disse...

herético és excessivamente simpático.
Quanto ao resto dos amigos, obrigado pela vossa ajuda e interpretação.
Vou estar uns dias absorto por burocracias chatas.
A ideia é não demorar muito.
Até já
Bjos

2:37 da tarde  
Blogger kikas disse...

Tens toda a razão, assino por baixo, pena é que nem toda a gente interprete um blog assim e tentem dar-lhe a interpretação que julgam real.
Tudo o que dizes deveria ser colocado como "regras de um blog" para que quem lê e comenta um blog assinasse como termos de aceitação.
Gostei muito e farei menção no meu blog para quem quiser ler esta descrição do que é um local correcto de escrita.Obrigado

2:52 da tarde  
Blogger o lápis disse...

Espero pela proxima construção :)

beijos

4:46 da tarde  
Blogger Ant disse...

kikas, excessiva esta referência ao post. Agradeço, claro, porque vindo de ti é muito gratificante. A ideia é tentar que as pessoas não sejam obrigadas a moderar comentários por eles serem idiotas, sobre questões idiotas que nada têm a ver com os textos.
Porque não nos divertimos simplesmente, não é?
Beijos

8:55 da tarde  
Blogger AS disse...

Vale a pena meditar sobre este magnifico texto!...

Um abraço

10:11 da tarde  
Blogger Peter disse...

O comentário é para o autor do texto o "feed-back" do "post", daí a sua importância.

10:38 da tarde  
Blogger Estranha pessoa esta disse...

Penso que não interpretei nem.
Mas, tb era o que mais faltava. ;)

Em todo o caso, senti!

**

2:34 da manhã  
Blogger a rasar o ceu disse...

um desafio
um recado
um abraço
uma intenção
ou nada.
a simples ideia.
a escrita que se procura.

um post.
a porta que abre ou o silêncio ou a confusão.

_________________

um beijo.
_____________para ti.

9:37 da manhã  
Blogger Tere disse...

Gosto de te ler... gosto particularmente de ter que ler uma e outra vez para perceber o que se passa no que escreves... normalmente transpareces o teu intimo...gosto...Bjokas

3:20 da tarde  
Blogger A disse...

:)

e quantas vezes não pensei já eu em fechar as caixas de comentários?... tantas quanto menos as vezes que por si só valem muito mais a decisão final de mantê-las abertas: ganha-se uma outra visão do Mundo, dos Mundos exteriores a nós, que nos marcam sempre de alguma forma... ainda que em forma de mera aprendizagem, daquilo que não suspeitaríamos que existisse... a bem ou a mal...

Beijinhos, Ant

6:39 da tarde  
Blogger Sandra disse...

Muito bem...gostei!
Acho que fizeste muito bem em escrever este texto...quem ler fica com algumas noções sobre um blog!!!!

beijinhos :)

5:03 da tarde  
Blogger Choninha disse...

Uma posta é uma posta, a propósito, quando postas de novo?, é que o meu comentário ficou fora de prazo, sabes porquê?, um comentário parece mas não dá reforços positivos, mera ilusão para quem se ilude, um comentário nunca é um reflexo, nem deve ser!, porque os reflexos não estão nos outros. Lá fora é o mundo e cá dentro é o nosso.

Até uma próxima posta.


Comentário non-sense: não faças compras; é tudo espanhol!

11:23 da tarde  
Blogger Sol disse...

O que é um post?...

É chegar ao fim de te ler e sorrir...mesmo sem te conhecer... nunca deixes de postar.

Beijinho :))

11:25 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar disse...

E onde pára a pessoa que (a)posta?

:)

Não será um post uma sua extensão?

7:13 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial