quinta-feira, setembro 28, 2006

Tu...
«Há sessenta rainhas, oitenta concubinas e jovens sem conta; mas a minha pom­ba, a minha perfeita, é única.»
(In Cântico dos Cânticos)




O tu é o desmoronar de fronteiras, passagem para o íntimo.
Chamo-te... quero-te por perto...
O tu em uníssono com esse te que aplico na visão única de ti... a minha...

Vejo-te... mergulho-te na alma...
Sem limites...


“A paixão amorosa... irrompe inesperadamente entre dois estranhos e arrasta-os, mesmo contra a sua vontade, um ao encontro do outro....
É um estado emotivo novo, desconhecido, inesperado e inebriante.
... “O enamoramento ... é uma experiência única e inconfundível, uma perturbação radical da sensibilidade, da mente e do coração, que une numa só duas pessoas diferentes e afastadas... produz uma transfiguração do mundo, uma experiência do sublime.
É loucura, mas também descoberta da própria verdade, do próprio destino. É fome, desejo, mas, ao mesmo tempo, impul­so, heroísmo, esquecimento de si próprio. «Amo-te»... não significa só «gosto de ti», «quero-te», «desejo-te», «nutro afecto por ti», «agradas-me», mas sim «tu para mim és o único rosto entre os infinitos rostos do mundo, o único sonhado, o único desejado, o único a que eu aspiro acima de qualquer outra coisa e para sempre».

(In Amo-te, Francesco Alberoni)


(Foto: TheShell - NunoFerro

9 Comentários:

Blogger marco disse...

gostei daquela la de cima..dos canticos dos canticos...ta bonito pa se dizer a uma rapariga...vou ja dize-la!

1:35 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Simplesmente delicioso este texto de tão verdadeiro.Relamente maoior parte das pessoas amam-se mas não sabem o que é amar.

Ops!

bjinhos.e Não quero ser viuva!

2:09 da tarde  
Blogger sónia disse...

bom texto, boa escolha ;)
...
"a maior parte das pessoas amam-se mas não sabem o que é amar"..sabem ;)..sabem e sentem e sabem....

3:26 da tarde  
Blogger Caçadora_de_sonhos disse...

Lindo texto postado por TI...
DeixasTE-me a suspirar...
PusesTE-me num estado conhecido e esperado ;0)))

8:58 da tarde  
Blogger an ordinary girl disse...

Olá. Vim retribuir a visita mas tenho que comentar e dizer que gostei muito deste post.
Vou voltar, para ler os anteriores.

fatima

12:42 da manhã  
Blogger a rasar o ceu disse...

o único rosto é semore infinito.


_________________________

enquanto.

__________________.


.

beijo.


.


sorriso.

1:44 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

sim.

enquanto.

bom dia

11:04 da manhã  
Blogger MARTA disse...

"Deep" e verdadeiro.
Pena que às vezes se esqueçam o que é na realidade..
Adorei, Ant.
Beijos e abraços
Marta

11:44 da manhã  
Blogger ninfa disse...

Subscrevo Alberoni, a paixão amorosa é incontrolável, agora o ser para sempre é que já não sei...

Aquele lugar comum, o amor é para sempre enquanto dura... ou qualquer coisa assim parecida deixa-me a pensar...

6:14 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial