domingo, setembro 10, 2006

Como nasce um paradigma?
escreve: Gustavo Fernández
















Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, no centro colocaram uma escada e, sobre ela, un montão de bananas. Quando un macaco subía a escada para agarrar as bananas, os cientistas lançavam un jacto de agua fría sobre os que ficavam no solo. Depois de algum tempo, quando um macaco ia a subir a escada, os outros moíam-no com pancada.
Passado algum tempo nenhum macaco subia a escada, apesar da tentação das bananas.

As novas gerações de macacos faziam-no sem nem saber porquê.

Não percamos a oportunidade de pensar por que nos batem, ou porque é que pensamos as coisas de uma forma quando poderíamos fazê-lo de outra.


"É máis fácil desintegrar um átomo que um preconceito" (Albert Einstein).

(Recebido por mail)

12 Comentários:

Blogger Teresa Durães disse...

Demorei a aprender mas aprendi que assim o é. Agora ando feita tonta no meio da macacada a tentar explicar que não é a mim que devem bater mas sim que devem subir as escadas. Cada vez que o faço levo mais... porrada.

(devo ser masoquista, subia as escadas e pronto mas o raio da bicheza teima em amarrar agarrar espezinhar amordaçar)

e nestas danças correrias e outros tantos ando cheia de nódoas negras... e sem as bananas, claro!

Boa tarde

1:53 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

(roubei a citação de Einstein e link para aqui)

3:46 da tarde  
Blogger herético disse...

excelente...

é esse o desejo de qualquer "carrasco"...

abraços

4:44 da tarde  
Blogger inBluesY disse...

pois, foi bem recebido esse email sem dúvida!

5:23 da manhã  
Blogger Rafaela disse...

Já conhecia esta experiância de uma passada aula de psicologia que ainda recordo. De facto não viveremos todos assim? Rodeados de macacos que nos «moem com pancada» apesar da tentação pela verdade?
Pode ser que um dia alguem ouse subir novamente a escada e descubra que, afinal, estamos todos errados...

O preconceito destrói, destrói mesmo, e é silêncioso. A frase de Einstein é muito sábia, como não poderia deixar de ser.

Um beijo, Ant

9:40 da manhã  
Blogger Tere disse...

E perguntaram aos cinco macacos porque não subiam a escada mesmo com a tentação lá emcima, e todos responderam, não sei, desde que aqui estou que se faz isto... há pessoas que enraizam os vicios da organização...
BJs

12:14 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Podes ter a certeza que um preconceito parce que colqa na pessoa para nunca mais a deixar livre!

Bjocas

1:00 da tarde  
Blogger kikas disse...

Possa como tu tens razao, desintegrar um preconceito é por vezes impossivel...

3:34 da tarde  
Blogger marco disse...

belo paradigma. sim senhor

9:01 da tarde  
Blogger amita disse...

Passo para te deixar um bjo e desejar-te um lindo dia de sol

12:51 da tarde  
Blogger Ahlka disse...

Vim ver como andava a 'Estrela' ...

A ausência de confronto com os nossos semelhantes também deve ser considerado um conforto... Uma moeda tem sempre duas faces, estou só a virá-la ;)

3:04 da tarde  
Blogger A disse...

Deste-me ideias....

:)


Vou fazer a experiência com alguns amigos meus... (novas formas de terapia de grupo - e sai barato: um cacho de bananas e um escadote)

Beijos

11:42 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial