sábado, setembro 16, 2006

As desculpas não se pedem…














Beyond the horizon of the place we lived when we were young

In a world of magnets and miracles
Our thoughts strayed constantly and without boundary
The ringing of the division bell had begun
Along the long road and on down the causeway
Do they still meet there by the cut
There was a ragged band that followed in our footsteps
Running before time took our dreams away
Leaving the myriad small creatures trying to tie us to the ground
To a life consumed by slow decay

The grass was greener
The light was brighter
With friends surrounded

The nights of wonderLooking beyond the embers of bridges glowing behind us
To a glimpse of how green it was on the other side
Steps taken forwards but sleepwalking back again
Dragged by the force of some inner tide
At a higher altitude with flag unfurled
We reached the dizzy heights of that dreamed of world
Encumbered forever by desire and ambition
There's a hunger still unsatisfied
Our weary eyes still stray to the horizon go down this road we've been so many times

The grass was greener
The light was brighter
The taste was sweeter
The nights of wonder
With friends surrounded
The dawn mist glowing
The water flowing
The endless river

Forever and ever

"Hey, is that Charlie? Yes... Hello Charlie... great"

(Pink Floyd , “High Hopes”)



Desculpas…
Pequenos ruídos do quotidiano…
A oportunidade de reparar o acidente.
Perdão…
A inequívoca dádiva de coração aberto.
Intemporal, plena, reparadora.

… mergulho no oceano profundo…

(Foto: Ant )

15 Comentários:

Blogger kikas disse...

As desculpas não se pedem...evitam-se.
Parabens pela foto

10:26 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

hum...

bom dia...

(desculpa :P )

11:01 da manhã  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Ja pensei que as desculpas não se pediam evitavam, hoje já não acho bem assim, por vezes o que fica por dizer magoa mais do que um desculpa.

Para perdoar, o coração tem que estar limpido, ie, sem qualquer mágoa para não ficarem ressentimentos, palavras não ditas...Perdoar é um acto de amor onde não tem que existir amantes.

Bjos

11:40 da manhã  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:40 da manhã  
Blogger MARTA disse...

Parece ser difícil pedir desculpas.......
Não é; torna-se fácil se se quiser mesmo perdoar...
Mas se o que os lábios dizem não for o que o olhar transmite......
Beijos e abraços
Marta

1:58 da tarde  
Blogger sónia disse...

...e às vezes o olhar transmite o que os olhos não dizem..e isso, por vezes, é mais que suficiente para perdoar....e por vezes, já tudo está perdoado e as desculpas são meros acessórios na riqueza de um olhar..
(que poético..lol)

4:26 da tarde  
Blogger sónia disse...

opsss...errata:
"...e às vezes o olhar transmite o que os lábios não dizem.."

...é 2ª feira, o q é q se pode fazer?!...

4:41 da tarde  
Blogger o lápis disse...

Há tanta forma de se pedir desculpa...mas tão poucas de apagar a mágoa nos outros!

Capacidade de perdoar, urgente!!!

vAN

4:52 da tarde  
Blogger Choninha disse...

As desculpas são terríveis mas talvez seja pior a sua ausência. Nem sempre, mas, ás vezes.

5:21 da tarde  
Blogger o lápis disse...

tas desculpado, pá ;))

podes voltar :)

6:15 da tarde  
Blogger Caiê disse...

Parece-me que roubaste essa frase a um filme chamado Love Story. eh eh eh! :)
Pst! Com certeza que é para se levar a sério! minhauuuu

11:26 da tarde  
Blogger Ant disse...

Sua gata assanhada. Love Story? Ora essa... um óme a esforçar-se e tal... aiaiaiaiai...

12:10 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

A ave repara que aqui HÁ gatos e foge!!!!!!

2:51 da tarde  
Blogger a rasar o ceu disse...

"...(a)mergulho-me aqui. assim. contigo!

na tua fotografia surreal. neste mar onde te desculpo tudo...:) quer dizer tudo o que raptas ao céu....este.


beijos.

6:23 da tarde  
Blogger greentea disse...

e andas por onde ?

´´o tempo q te na~~o vejo !!

12:53 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial