sexta-feira, agosto 18, 2006

Amor…
















Agora que o coração se abriu qual janela para o oceano sem fim, permaneço distante da fúria inútil, fútil, algema dos desejos…
Agora, olho a noite através do olhar diurno, brilhante como pedra preciosa que se oferece de saída para o baile…
Agora, finalmente despido, aguardo com serenidade que o amor se instale ao meu lado, sem ansiedades inúteis…

Vem.
Deita-te ao meu lado.
Goza da penumbra de velas aromáticas com os mais perfeitos perfumes que escolhi para te encantar.
Saboreia estes néctares que elegi para te inebriar.

Vem.
Abandona-te e esquece o mundo lá fora em desordem.
Inventei para ti um paraíso onde os desejos se consomem.

Vem.
Porque se não vieres vou partir finalmente sem olhar para trás.

A felicidade é o destino que escolhi.
E ali não entram as almas vencidas pela indiferença.


(Foto: Piotr Kowalik)

19 Comentários:

Blogger MARTA disse...

Como sempre, lindo, Ant.
Espero que ela vá ao teu encontro e juntos encontrem o paraíso que de forma tão terna descreves.
Se me permites, deixo-te esta frase (está no meu blog Com Amor):

A ternura não é uma fraqueza, mas uma maneira de revelar um verdadeiro sentimento interior
Autor Desconhecido

O desafio já está no meu blog principal - Minha Página. Tal como prometi, com a tua frase devidamente identificada.
Até à volta - no dia 24 já cá estarei.
Beijos e abraços
Marta

12:30 da tarde  
Blogger Tere disse...

Oh miminho.... o que tu queres sei eu!!!! Brincadeirinha... não te desnudes do amor veste-te com ele e senti-lo-ás mais breve do que pensas!!!
Bjokas grandes

12:51 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

:))

1:38 da tarde  
Blogger Vampiria disse...

O "vem" é tão difícil de encontrar quanto difícil é ter de "voltar"...

5:23 da tarde  
Anonymous amadeirenselouca disse...

Não me fales dessas coisas boas... ;)

1:26 da tarde  
Blogger winterdarkness disse...

Adorei o texto e a imagem; conseguem por por palavras aquilo que sinto; muito bem! Kiss

3:13 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

sorrio....como a T.D.....



e mais não digo....:)))



pois.

seja.


beijo....

8:44 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

Sô Ant...se assim o desejares, badale lá que o clima melhorou...

Assinado: Uma Ave quase recuperada! ahahahahahaahha

9:03 da tarde  
Blogger Choninha disse...

Positivo, "sem ansiedades inúteis…"

11:41 da tarde  
Blogger Ni disse...

«A felicidade é o destino que escolhi.
E ali não entram as almas vencidas pela indiferença.»

...

Eu também sorrio, dividida entre dizer 'Muito bem' (perante o culminar da atitude-desafio ) ou 'Muito bom', o teu texto.
...

E não te esqueças: podes perder o Norte, o Sul, as horas, as estações... mas não te permitas perder o destino que escolheste!
...

Abraço

Ni*

1:55 da manhã  
Blogger VEM SONHAR COMIGO disse...

Ant.Gosto do teu poema.Aguardas o amor com serenidade.Que ele se instale ao teu lado.Haverá maior felicidade?E se ele tardar,corre...não o deixes partir...porque não há maior sonho!

Beijinho

Doceando

11:58 da tarde  
Anonymous Regina disse...

Bom dia Ant!!
Tudo bem com você amigo?
Eu estou resfriada, aqui um dia faz calor e no outro frio, haja saúde! rs
Obrigada pelo carinho no meu blog.
Adorei seu post.
Desejo que você tenha uma semana abençoada e com muitas alegrias.
Um abraço.
Regina

8:50 da manhã  
Blogger vida de vidro disse...

Sensata escolha, essa da felicidade. :) É a via que todos gostaríamos de poder escolher.
As tuas palavras são sempre belas.**

11:50 da manhã  
Blogger Sandra disse...

Que lindo!

Que romântico...lol

Beijinhos

12:19 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

(ela deve ter ido porque o Ant não fez mais nenhum post....)

3:38 da tarde  
Anonymous amor...amor disse...

Afinal o que é que todos nós procuramos senão a felicidade!.
A poesia é sempre mais bonita do que a realidade. Os contos de fada não existem, assim como o amor perfeito e os princípes encantados.
Eu também já um dia me abandonei num amor intenso que, aos meus olhos,nunca teria um fim.É bom amar, claro que é, amar sem fronteiras, sem medo de nos entregarmos ao outro."Amar perdidamente". Acredita, não há amor como o de antigamente e a felicidade é um destino que se procura mas com grande esforço...

11:01 da tarde  
Blogger Amor Maior disse...

Um beijo maior ao eterno apaixonado! Realmente tens razão quando dizes que és diferente... :)

11:52 da tarde  
Blogger Cris disse...

Ela há-de chegar! é uma tonta se não o fizer!!!

É lindo, muito mesmo!

Bjo
C.

7:37 da tarde  
Blogger A disse...

O amor é uma treta :)

n'exist pas...

beijos

2:20 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial