quarta-feira, julho 05, 2006

Onde está o amor...

“This time I came to you as a friend
and not a man with a woman in is mind.”

Le Clayton in “Naked Child”













Anda-se por onde o coração manda.
Procura-se aqui, ali, no corpo, na mente, mas, no fim, o coração, preso entre ossos e carne e nervos, vai bombeando os impulsos mais secretos, mais escondidos lá no canto mais íntimo onde se busca o âmago.

Amo tracinho te, expressão que remete para o desejo de ter, de possuir e ser possuído...

Amo-te
Amo-te

O amor é mais que desejar.
É não ser, não ter posse.
Pode passar apenas (apenas ?) por gostar de ver feliz. Por gostar de ouvir o sorriso.

Amor é ter a amizade por perto, aconchegada na intensidade que excede os apetites da libido, a ânsia do corpo, o ardor das paixões que se esgotam com o tempo.

A amizade é um caminho que se percorre de mãos dadas, é a janela para uma infinidade de mundos onde mora o amor. Um amor crescente, sem limites.

Amo-te porque deixei crescer essa onda que me invade o coração que me acalma a alma.
Amo-te porque me completas para além da fusão.
Não me tens.
Não te tenho.
Porque ninguém deveria ser de ninguém.

Hoje, perto da fronteira do passado e do futuro (que o presente não existe), acordo sempre a pensar que sem a tua companhia mais não era que uma vela que não se consome na totalidade, apaga-se com a primeira brisa.

O único desejo que desejo é manter-te assim, na amizade bela que não se esvai em cada dia que finda.

19 Comentários:

Blogger MARTA disse...

Lindo, Ant - uma definição muito própria da estreita relação entre amor/amizade.
Obrigada pela partilha.
Beijos e abraços
Marta

2:02 da tarde  
Blogger Vampiria disse...

hmmm, hoje fico me pelas onomatopeias... hmmm, hmmm, hmmm....

4:28 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

amar é respeitar e aceitar o outro como ele é. só vejo desse modo e é assim que funciona na minha casa com o meu marido. aceitamo-nos com as nossas pancas.

(bom, ele aceita-me! que a panca maior é a minha lololol)

e tudo o resto que escreveste para aí que hoje a cabeça não está mnuito disposta a ler...

(se o post era sério? Não sei... enfiaste a carapuça? :P )

4:56 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

Ha muito tempo que não lia nada assi e vou te "roubar"algumas palavras para oferecer a alguem. Posso?Bjos

7:21 da tarde  
Blogger Luna disse...

Descreves tão bem o amor verdadeiro, o amor sem apegos, aquele que nós bichinhos do mato, tanta dificuldade temos de entender, e dar.
beijos

10:04 da tarde  
Blogger Rosalina disse...

olhe...ant, sabe...gostaria que essas palavras tivessem sido escritas a pensar em mim.

sei que não foram. mas gostaria.

um resto de boa noite.

12:30 da manhã  
Blogger Tere disse...

Oi amorico.... para completar sabes uma coisa???? Amo-te amigo.
BJokas

10:03 da manhã  
Blogger Luiz Carlos Reis disse...

O tempo perpetua os amores e as amizades constantes.
Singelo abraço para tí!

11:48 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

Procura-se Amor
Vivo ou Morto
(de preferência morto?)


Dá-se Euros por quem o encontrar!!!

2:38 da tarde  
Blogger God's Sniper disse...

No bairro do amor a vida é um carrossel
Onde há sempre lugar para mais alguém
O bairro do amor foi feito a lápis de côr
Por gente que sofreu por não ter ninguém
(El Palma)

5:00 da tarde  
Blogger Butterfly disse...

Hummmm....o presente existe...é o momento em que sentes...
O Amor é violento. O teu texto quase que sou eu...

5:12 da tarde  
Blogger katraponga disse...

:)

6:48 da tarde  
Blogger Caçadora_de_sonhos disse...

Ai....ai (suspiro) ;0)

8:33 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

e pronto!


já estou de saída.

:)



não quero pertubar o momento. Lindo.


(boa noite.logo. no teatro)


hum hum...

Beijos.

8:06 da manhã  
Anonymous lique disse...

A amizade é a forma mais pura de amar. Gostei muito do teu texto.
Bjs

11:54 da manhã  
Blogger Maresi@ disse...

Bela esse Amor...Amizade, essa dádiva e partilha...
Voltarei
beijo Maresi@

11:59 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar disse...

Quando se sente assim, o Mundo fica dentro de nós e dentro de nós todos os que amamos.

ao som dos U2

Van

3:23 da tarde  
Blogger Desassossego disse...

já percebi porque me recomendaram a passagem por este lugar lindo, devorei as tuas, perdão pela informalidade, palavras e quanto a este texto um longo suspiro e a sensação que é isso que quero, procuro e espero... um xi...

11:21 da tarde  
Blogger VEM SONHAR COMIGO disse...

Divino.Amoor por Amor,amar e amar,sem fronteiras,sem imposições,amar porque se ama.O que dizer mais?Só falta o derradeiro AMO_TE.

Doceando

12:11 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial