sexta-feira, julho 07, 2006

A minha árvore…



Liguei o rádio do carro...
Ainda nem acordei a voz...








“Is it getting better
Or do you feel the same
……………………………
Were one
But were not the same
We get to carry each other
Carry each other
One
…………………………….
You say
Love is a temple
Love a higher law
……………………………..
One love

One blood
One life
You got to do what you should
………………………………
One life
But were not the same
We get to carry each other
Carry each other"


E cada canção é vista e revista à luz de cada olhar sobre a vida.
Sentado na minha árvore canto com a voz a acordar em cada acorde.



http://conversasdexaxa4.blogspot.com/


Foto (Ana Maria Brandão)

13 Comentários:

Anonymous Raquel disse...

Ainda ontem ouvi essa música como se pela primeira vez. E pela primeira vez ouvi e senti cada palavra e cada som. E continua a ser linda...apenas um pouco mais real.

12:52 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

Acho que o Bono quando escreveu esta letra não estava propriamente a "carregar o Amor" na mesma direcção que o olhar da, da primeira fila com as mãos uma de cada lado da cara, mas isso sou eu que de vez em quando, talvez mais do que desejaría, a espetar o dedo em direcção ao céu com ar de "eureka" a pensar:
"...pera aí! aquele «You got to do what you should» e o «We get to carry each other», será que...?"

2:14 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

oiço praticamente essa cançao todos os dias...amo essa musica U2 .
gosto de ti rapaz .bjocas

2:15 da tarde  
Blogger MARTA disse...

Parece que as palavras de ordem é "ser-se feliz"!
Pode ser dificil, mas só porque se complica tudo, às vezes.
Obrigada pela partilha.
Beijos e abraços e vê o que diz Cícero.
Marta

2:24 da tarde  
Blogger Ant disse...

Li há dias que este texto do Bono tem a ver com a sida. De qualquer forma, como dizia o Lennon, as canções e a poesia podem, e às tantas devem, ser interpretadas segundo a leitura do momento. De qualquer modo o contexto tem sempre a ver com a solidariedade, tomer ela os cambiantes que tomar.
E isso tudo sem cada um perder a identidade e fazer parte de um qualquer rebanho.

2:34 da tarde  
Blogger Samartaime disse...

mas tu tens uma árvore especial...confessa...


:)
:)


(intertextual....eheheh...tb gostei...)

beijos....na folhagem....:)

2:42 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar disse...

A musica é como o vento...tem o condão de nos levar em mil direcções...

depende do dia e do estado de espirito.

Van

3:21 da tarde  
Blogger Ana Luar disse...

Dás-me a honra desta dança?

5:00 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

"Did I disappoint you?
Or leave a bad taste in your mouth?
You act like you never had love
And you want me to go without"

Hoje há sol. Pelo menos por aqui. A trovoada vai longe, felizmente.

A perca da identidade é fácil principalmente quando querem nos colocar num rebanho tabu.

Nessa altura eu grito bem alto (e digo isto porque me sinto totalmente identificada no post) para que o meu EU não seja um rótulo.

Mas hoje vou Voar a uma festa de amigos! :)

ehehehhe Viva a paródia que os tempos maus desta vez já terminaram!!!

7:55 da tarde  
Blogger Arthur Saraiva disse...

Vim aqui pela primeira vez e gostei do que li, virei mais vezes. Deixo-te um abraço e um exclente fim-dse-semana.

12:54 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

(bolas bolas bolas, à tua conta estou para aquia ouvir U2!!!!!!)

3:43 da manhã  
Blogger andre rodrigues disse...

Grande malha dos U2... bom gosto Ant... já subiste mais uns pontos na minha consideração hehehheh

Um abraço de 300 :)

3:16 da tarde  
Blogger Amor Maior disse...

E que grande baladão foste tu ouvir! Não admira que depois andes constantemente em fase de lua cheia! :) Beijo meu

6:31 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial