quinta-feira, junho 01, 2006

Canção rouca...

Não costumo falar das aventuras e explorações que vou fazendo mas desta vez não resisto.
Muitos lisboetas (e não só...) saberão que ali para Santos está instalado “A Barraca” (quem não souber o que é procure s.f.f.).
Bom, ontem no café concerto do teatro ouvi esse personagem fantástico que é o Zeca Medeiros, de quem conheço um álbum.
O sotaque açoreano, um registo rouco ao nível de Tom Waits, uma poesia profunda que me fez recordar o concerto de Léo Ferré, uma intensidade dramática às vezes comovente, outras burlesca.
Quem não conhece que procure os CDs, porque ao vivo e no continente é difícil.

O ambiente? Bem eu vou lá voltar já amanhã. Até porque a voz que vai cantar promete...


(Foto: Tiago Pedroso)

5 Comentários:

Blogger boleia disse...

sounds good!
vou procurar a barraca ;)

3:15 da tarde  
Anonymous Luís Neto disse...

Conheço esse personagem pessoalmente Ant, há uns anos, muitos já, fui a casa de uns amigos açoreanos comer umas sopas do Espirito Santo, uma das pessoas presentes era o Zeca, que cantou e encantou todos os presentes, ele e os outros, quase todos dedicados também à música, não sabia que ele também andava aí nos palcos da cidade, na altura tocava e cantava só para amigos....

abraço
Luís Neto

7:25 da tarde  
Blogger lazuli disse...

e foi só hoje, quinta feira?
Gostava de ver.
Adorei o que li, Ant

12:15 da manhã  
Blogger Ant disse...

Lazuli, foi na quarta :(, hoje é a mariana abrunheiro que faz habitualmente os coros. Dizem que vale a pena ouvir e é isso que eu vou fazer, lá para as 11 da noite.

11:06 da manhã  
Anonymous dem starren Forscherauge disse...

Para mim, não há voz mais rouca que a do Tom Waits ;)

Got no time for the conner boys...

Da madeirenses louca...

4:19 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial