segunda-feira, maio 29, 2006

Longe do medo...

O vazio... despojado do inútil, do efémero, da ilusão

Dor...

Mas também fica para trás
A efabulação e o sabor amargo
De personagem construída
Em torno de equívocos.

Resta a verdade
A espera de uma totalidade
Que se busca no âmago
De uma solidão adquirida.

O prazer
De te encontrar no passeio
Pela marginal do desejo.
No olhar azul do oceano.

Longe do medo...
E da miragem...

E ao fundo do deserto
Um banho cristalino

Tu estás lá
Braços abertos

Sorriso teu no olhar azul de um mar sem fim.

19 Comentários:

Blogger winterdarkness disse...

Quando "ele" sorri leva-me para bem longe do medo e para perto da esperança mas não sei se ele sorri para mim...

12:48 da tarde  
Blogger Amor Maior disse...

Os braços abertos para um encontro merecido! E se o mr estiver lá tanto melhor! :) Beijo meu

3:28 da tarde  
Blogger Luna disse...

Que poema maravilhoso, e essa foto, adoro o mar, faz-nos sonhar, e ao mesmo tempo eu me sinto tão pequena, tão nada no meio dessa emensidão
beijos

8:03 da tarde  
Blogger Caçadora_de_sonhos disse...

O sorriso transformou-se num sonho realizado.
Belo poema.

9:28 da tarde  
Blogger Peter disse...

"O prazer
De te encontrar no passeio
Pela marginal do desejo.
No olhar azul do oceano."

Ói companheiro, gostei.

11:31 da tarde  
Blogger MARTA disse...

Que lindo - não há nada melhor do que nos perdermos numa praia, só com o mar como testemunha.
Lá abri eu a torneira....
Não é justo - como vou rectificar o estrago que fizeste à minha maquilhagem não sei........mas eu perdoo-te.
Um abraço
Marta

11:47 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira disse...

e é mesmo do que hoje preciso: um sorriso azul. este.


(esta viagem fica perto...hosp.)

beijos.

1:29 da tarde  
Blogger Legionaria disse...

lindo, Ant, lindo, gostei imenso...
Queria dizer-te que... apaguei o Legionária. Um beijo grande de gratidão profunda.

1:41 da tarde  
Blogger Miriam5 disse...

Olá ant, gostei muito e tocou fundo a frase: "personagem construída em torno de equívocos.."
Mas está tudo lindo e, longe do medo encontramos sempre quem nos quer bem.
Um beijinho

4:48 da tarde  
Blogger boleia disse...

que sensacao tao boa!

4:54 da tarde  
Anonymous MEDUSA disse...

"Tu estás lá
Braços abertos

Sorriso teu no olhar azul de um mar sem fim."

É a recompensa merecida!

Bjos da Medusa

8:23 da tarde  
Blogger greentea disse...

de braços abertos e tesoura em riste está o outro em Paris , à nossa espera em noite de Lua Cheia...

e já agora se estás interessado vai ser publicada uma antologia de poemas de amor e paixão; se quiseres dou-te o blog q passei lá há pouco.
bjs

2:13 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

......:) pela marginal do desejo...é que se deseja....



olá. aqui.


(passa pelo mar)

2:58 da tarde  
Blogger Tere disse...

Miguinho????? Hellooooooo! Como é ?? há que sair daí desse sítio escuro onde te encontras... e é melhor vires rápido antes que eu vá aí e leves um murro nesses dentes....
BJokas

6:09 da tarde  
Blogger andre rodrigues disse...

Braços queridos esses que te recebem. Bem vindo amigo :)

Um abraço ;)


PS - DIA 2 (sexta-feira) estou na nossa Lisboa ;)

7:03 da tarde  
Blogger Ouvinte disse...

Gostei muito do que acabei de ler e já agora bela foto.

12:37 da manhã  
Blogger lazuli disse...

Longe do medo...
E da miragem...

2:41 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira disse...

____________bom dia
C R I A N Ç A!


dois beijos.

12:41 da tarde  
Blogger Sol disse...

Mergulhei nas deliciosas palavras...


Beijinho;))

1:10 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial