segunda-feira, abril 24, 2006

Over The Rainbow

Somewhere over the rainbow
Way up high
There's a land that I heard of
Once in a lullaby
Somewhere over the rainbow
Skies are blue
And the dreams that you dare to dream
Really do come true

Some day I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far behind me
Where troubles melt like lemondrops
Away above the chimney tops
That's where you'll find me

Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly
Birds fly over the rainbow
Why then, oh why can't I?

(Arlen-Harburg)

O filho da mãe do puto que se esconde em mim ainda acredita no pote cheio, não necessariamente de ouro, que se encontra no fim do arco-íris.
É isto normal?

E quando se perde a inocência? Já não há pote?

Foto: António Manuel Pinto da Siva

18 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Está delicioso,á sério,uma coisa boa,boa, cheinha de ternura...hum!beijos,muitos,para ti!
m

9:35 da tarde  
Blogger LUA disse...

E porque é que temos que perder a inocência??
Por vezes é bom mantermos a criança dentro nós... aquela que acredita e procura!!

Beijinhos ;))

11:40 da tarde  
Blogger Luísa disse...

Como diz caetano, "de perto ninguém é normal"...


que saudades de Judy Garlan, querido...
Beijos. Com cheiro a hip-hop... : )

2:20 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

Ops... parece que encontraste o estendal da minha casa... francamente Ant! Não era necessário fotografá-lo!!

Espero que não seja normal, Ant, que de normalidade já estou farta!

6:45 da tarde  
Blogger Su disse...

belo post. amei a foto
qto ao puto que há em ti, ainda bem que acredita no pote....
jocas maradas de arco iris

9:59 da tarde  
Blogger katraponga disse...

Está espectacular este post, Ant. :)

10:27 da tarde  
Blogger Amor Maior disse...

Enquanto houver pelo menos uma das meias sem estar do avesso, faz todo o sentido! :) Beijo meu

2:01 da manhã  
Blogger andre rodrigues disse...

O puto que há em ti... em nós... nunca se perde... e a inocência, às vezes, também não :)

Um abraço

André

1:33 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

Pois é amigo, deixa de saltar de cor em cor, e agarra mas é o pote todo, vais ver que algumas cores se misturam, mas a tua vida será concerteza mais colorida.
Abraço

4:23 da tarde  
Blogger andre rodrigues disse...

Caro Ant, agradeço e retribuo a tua visita à minha humilde casa :)
Acredita que gostava de ir mais vezes a Lisboa, mas estar a 300 km (e com esta vida estilo corre, corre) fica pouco tempo para fazermos tudo aquilo que gostamos.
Obviamente, o Grease é uma desculpa... para voltar a uma cidade que gosto, para rever amigos que já não vejo há algum tempo e, quem sabe até, fazer novas amizades.

Um abraço,

André

7:47 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

finalmente....! não imaginas a fúria que me tem dado....não sei como tinha-te perdido da lista dos m favoritos...(eu não sei fazer aquela coisa dos links à direita) e andei feita barata tonta à tua procura...e pronto. tudo bom. de novo. aqui. 'tou tão feliz que até me esqueci do que queria comentar...:) :)

________________________Ant desculpa....ah ...da inocência...

pois....volto amanhã...pode ser????


beijos.
e saudades....agora mitigadas.

4:29 da tarde  
Blogger Ant disse...

Não é habitual ams como ando atarefado e não consigo escrever nada de jeito, vou-vos responder hehehe.

Outra coisa: Lá em baixo, nas notícias, há uma morada que me parece que alguém tinha solicitado.
Agradeçam por favor a amabilidade.

Anonymous...que pena, que pena o anonimato.
Luisa, a judite em hip-hop? hehehe
Lua, o pai antal não existe, desculpa.
Teresa, um estndal assim é normal que seja fotografado:)
Su, jocas pa ti também.Quanto ao puto já vai sendoi tempo dele crescer.
Ouviste André? Hum?
Mendes ferreira, não há pressas.
Katraponga, a gente esforça-se ;)
Amor Maior, amor maior... pois mas e se as calçamos assim?Uma do avesso e outra direitinha?
Jota, de salto em salto a gente chega lá. Coisa de putos...

12:42 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira disse...

a inocencia é o que de melhor se pode tirar do pote....:)

beijo.te.


e eu gosto do que "penduras" na corda do teu sorriso. interior.


bom dia.!!!! :)

8:31 da manhã  
Blogger bluegift disse...

Não, já não há pote :(
Por isso, é melhor que conserves, e bem, um bocadinho de inocência. Garantes o encanto e a esperança, e nada há de mais valioso nesta vida.
Beijo.

10:08 da manhã  
Blogger Tere disse...

O pote anda lá... mas normalmente só o vês depois de teres chegado ao lado errado do arco-iris, porque quando estavas do lado certo fechaste os olhos em demasia!!!
BJokas

11:50 da manhã  
Blogger Ant disse...

Afinal em que ficamos? há pote ou nao há pote. Resolvam-se lá. Dúvidas já tenho eu, ora essa...;)

11:57 da manhã  
Blogger greentea disse...

tomara que haja pote e todos possamos ser sempre loucos ao ponto de acreditar nele
e de todos os dias ver as cores do arco iris.....
bjs

12:05 da tarde  
Blogger lazuli disse...

é a primeira vez que vejo um arco íris num par de meias.

3:08 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial