quinta-feira, abril 13, 2006

Intervalos












Na música, um intervalo é a distância que vai entre duas notas. Há intervalos maiores e menores, consonantes e dissonantes.
Uma coisa é certa: Quanto maior o intervalo, mais notas se podem tocar e, consequentemente mais variações (que são a apresentação de um tema diversas vezes mas de cada vez um tanto modificado, melódica, rítmica ou harmonicamente), são possíveis.

16 Comentários:

Blogger Legionaria disse...

um grande beijo amigo, faz se sempre intervalo, sao bons e sossegam a mente, mas...durante muito tempo retiram nos a essência da vivacidade natural que ha em nos...

5:15 da tarde  
Blogger lazuli disse...

espero por ti com uma paciência de Jó.
E por falar em intervalos, sempre que vou ao cinema ao Monumental aproveito para passar no Medeia Café e beber uma Stella Artois. Claro que não vou ao cinema às 6:30 da manhã....

beijos e volta depressa

2:02 da manhã  
Blogger Amor Maior disse...

Embora às vezes aconteça que no intervalo só se prolongue o silêncio. Aquele que nos permite bater palmas de pé para mais um 'encore'.

Beijo meu

11:54 da manhã  
Blogger winterdarkness disse...

intervalos entre a morte e o renascer... bom fim de semana... jokas

2:36 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

ohhhhhhhhhhhhhhh!

ía morrendo....tão bonito!


tão tão tão....não sei....perdi as "notas".....


beijo. angelical.

5:59 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Faz sentido, o que li...

8:55 da manhã  
Anonymous Regina disse...

Conseguiiiiiiii!! rs
Querida Ant!
O coelhinho da Páscoa vem a nós avisar
Que Jesus está vivo e continua a reinar.
Que essa passagem, chamada Ressurreição,
Seja de fato comemorada com Cristo no coração!
Feliz Páscoa!
Beijos cheio de paz
Regina

1:39 da tarde  
Blogger de mim para disse...

estamos aqui:

www.anonimato-blog.blogspot.com

beijinhos e uma boa semana

8:33 da tarde  
Blogger lazuli disse...

por onde andas, alma peregrina?

11:45 da tarde  
Anonymous Iara disse...

Que bom que autorizou o comentário fora do blogger. Eu sinceramente agradeço pois a tempos te visito mais fui impedida de comentar. Parabéns pelo blog. Beijos

12:09 da manhã  
Anonymous Iara disse...

Olá tudo bem? Sou do Blog Entre Amigos e vim lhe dar as boas vindas pelo seu cadastro em nosso Blog. Se desejar participar do nosso destaque veja o que fazer, clicando na palavrinha "informações" abaixo do mural de recados lá em nosso Blog. Volte sempre tá?
Acho que a vida é feita de breves intervalos. Beijos

12:11 da manhã  
Blogger lazuli disse...

estou à tua espera..

12:37 da manhã  
Blogger Belzebu disse...

Uma musica sobre um corpo como o da imagem fazem qualquer um Mozart!
E nem queria intervalos! Gostei! Vou voltar!

Saudações!

1:21 da manhã  
Blogger Caiê disse...

A beleza de uma melodia depende de tanta coisa... ;) Está no ouvinte quase mais que no compositor (?). O problema da música é ter de passar por um intérprete... (suspiro)

4:27 da manhã  
Blogger Luísa disse...

: )

As variações são mesmo possíveis?
(toca as notas todas a que tens direito... pianissimo, de preferencia)

Um beijo. Demorado.

10:46 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

Num romance consegue-se o mesmo, descrevendo o mesmo através do olhar de diversas personagens, o que torna o tema mais enriquecedor (caso seja de cariz expeculativo, de outro modo não tem qualquer razão para se explorar).

É a diferença entre o poema, e o romance, na minha opinião, claro. O poema é o momento, o romance é a exploração, como o intervalo que falas na música (não perecbo nada de música)

2:04 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial