domingo, março 05, 2006

“Ir à terra”

Primeiro destino: Porto.
Tanto para dizer…
Depois, ir para Entre-os-Rios, subindo o Douro.
Ali, junto à ponte velha, estão os meus dois destinos.


Passando a ponte subo o Tâmega, à direita, rumo a Marco de Canavezes. Pela esquerda faço no regresso. Gosto mais. A estrada aos ss obriga a paragens. Sempre.
Depois é ir andando. As traquinices e as uvas sacada da vide. Os banhos no riacho ou na cascata.
Mas na ponte posso ir para a esquerda, em direcção a Penafiel.

Aí paro junto à infância de pés molhados na terra, regada por estreitos caneiros, na adolescência preguiçosa e campestre.
Já disse que o verde da minha prima é o máximo? Ah e os enchidos…
Já tinha dito, não tinha?
Onde dormir? Entre tios e primos há sempre um quarto, uma cama, lençóis lavados.











Pronto. Está dado o roteiro simplificado. Eu, depois, improviso. Sempre.

2 Comentários:

Blogger greentea disse...

que linda viagem a tua por entre os rios e as paredes de infancia onde deixaste o teu coração...

9:23 da manhã  
Blogger LM disse...

E eu aqui a achar que era o Gerês!
Magníficas fotos!

9:20 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial