quinta-feira, março 09, 2006

Desvanecimento…

Não quero dormir
Tenho medo que a vida
Se dissipe por detrás
Das pálpebras cerradas.
Não quero perder tempo
No sono que entorpece
Os sentidos e os afectos
Como narcótico castrador.
Prefiro ficar desperto,
Exaurido no torpor
Do cansaço da existência,
Do que serenar no colchão.
Não quero dormir
Porque o sono calma
A inquietude dos instintos
Com a sua indiferença.

11 Comentários:

Blogger Caiê disse...

Há um quadro, que postei uma vez n'O Mundo da Gata Preta (creio que no Verão...), que se chama "Sleep and his half-brother Death". Em si, o quadro não é dos mais extraordinários que já vi, mas impressiona pelo título e porque ambos dormem lado a lado, como dois jovens unidos.
Eu gostaria de morrer a dormir...

1:02 da manhã  
Blogger Ant disse...

Andava por aqui a passear e tive curiosidade de saber quem está como eu, à espera do sono.
Não à espera de qualquer vontade de morrer.

1:23 da manhã  
Blogger greentea disse...

o sono tb é bom para navegarmos noutros mares noutras ondas noutras marés
e despertarmos de novo, revigorados
des-indiferentes
de novo

10:50 da manhã  
Blogger Legionaria disse...

O sono é bom para retemperarmos as forças, mas tvz essa negação do sono seja a nmegação da inércia, e do comodismo, se assim é, tmb nao quero dormir, nunca.
beijos

4:44 da tarde  
Blogger Legionaria disse...

O sono é bom para retemperarmos as forças, mas tvz essa negação do sono seja a nmegação da inércia, e do comodismo, se assim é, tmb nao quero dormir, nunca.
beijos

4:44 da tarde  
Blogger winterdarkness disse...

às vezes gostaria de dormir bastante tempo para só acordar pouco antes "daquele" dia!! Mas por vezes dormir tb nos causa um sensação de tempo desperdiçado! Tem um bom resto de dia. Kiss

4:49 da tarde  
Blogger Noa disse...

Lindo, lindo, lindo.
Adorei!

1:36 da manhã  
Blogger Marco_S disse...

Quando penso que passamos 1/3 da nossa vida a dormir, e a quantidade de informação/acontecimentos que perdemos até fico doente...

3:36 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira disse...

...como opção acho bem que se domine o sono....até que por fim as palavras cedam a esta existência....que é bastante Desperta.


texto a que não se fica indiferente.

bjo.

5:10 da tarde  
Blogger lazuli disse...

O sono é quanto baste, e tantas vezes me ocorre pensar assim como tu.
Fizeste um poema/texto extraordinário.
Acho (apenas uma humilde opinião..) que é o teu melhor.

Beijinhos


fernanda g.

6:00 da tarde  
Blogger Ant disse...

linda a vossa presença

3:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial