terça-feira, fevereiro 07, 2006

Iconografias
A liberdade ou a falta dela

Um indivíduo, alegadamente muçulmano, matou na Turquia um padre católico, alegadamente na sequência das caricaturas do profecta Maomé.

Esta notícias, ou melhor, o acto que lhe deu origem, chateou-me.
E chateou-me porque põe em causa uma série de valores que me são caros, como a liberdade de expressão e, no limite, a Liberdade no seu todo.

É claro que a ofensa a raças, indivíduos, sociedades ou grupos, etc., não é um exercício de liberdade. Mas a que propósito é que um boneco causa tanto ódio? É claro que isto é um pouco como a rivalidade enter Porto e Lisboa, Benfica e Sporting, e outras rivalidades (salvaguardando as devidas distâncias, é claro), ou seja tem a ver com actos ancestrais, ideais ou ideais que cristalizaram algures, nas cabeças de pessoas de todos os lugares.

Há tempos fez-se uma caricatura do Papa com um preservativo, a propósito da interrupção da gravidez. Não estou a imaginar um católico a mandar um envelope armadilhado para a o jornal que publicou a imagem.

Independentemente do respeito que todas as religiões merecem é impensável que se dê maior ênfase à imagem do que à filosofia, ao ícone do que ao indivíduo ou à mensagem.

Imagine-se o que seria começarmos para aí matar todos aqueles que, vindos de todo o mundo, se esquecem que não somos só nós que temos que respeitar as suas opções religiosas e civilizacionais, mas que eles próprios têm que fazer um esforço de adaptação à nossas regras, por muito que elas pareçam, e nalguns casos até sejam, inadequadas.

De qualquer modo os responsáveis são os mandatários do poder e nós também, uma vez que os escolhemos para serem nossos representantes.

E se não paro por aqui isto fica com mais de 5 metros de post.

11 Comentários:

Blogger Legionaria disse...

Se os cristãos foram atrozes no passado nas Cruzadas, indulgências, Index e Santo Ofício, que dizer dos abusos praticados por fanáticos muçulmanos por toda a parte? Acredita, 5 metros não chegariam para descrever a aberração que a religião me inspira...

beijos

9:28 da manhã  
Blogger greentea disse...

claro q 5 metros não chegam, mas já começa a saturar o tema e os temas à volta do tema. Fanatismo muçulmano, católico, hitleriano, pidesco ou outros é sempre fanatismo e dá nisto!!!!!!!!

10:16 da manhã  
Blogger Legionaria disse...

lol, greentea - existe o fanatismo existe e só ainda nao nos apanou por pura sorte, porque Portugal pode muito bem ser o próximo alvo ;)

11:59 da manhã  
Blogger Jotabê disse...

????...não nos apanhou?????? nós estamos apanhados é por uma grande falta de memória!... e aquele adepto do Sporting que ficou, morto, com um foguete espetado no peito, no Estádio Nacional, numa final da Taça frente ao Benfica?
Ah, desculpem, foi um lamentável acidente! O fanático não era fanático e o foguete que lançou era para iluminar as ideias ao rival...

1:29 da tarde  
Blogger Marco_S disse...

Acho que são tudo consequências da Política Externa dos EUA e do seu Exmo presidente, de Israel e da ONU que nada faz com o medo que tem dos EUA. A guerra no Iraque fez crescer ódios em todo o mundo muçulmano, e que se incendeiam com pequenos rastilhos como este dos cartoons. A prova disso foi a eleição oficial do Hamas, que agora já não pode ser considerado um grupo terrorista pois deram-lhes poderes políticos. Não estou com isto a desculpar os povos árabes, mas de facto o sr. Bush que pense duas vezes antes de se meter com os Iranianos. Quem é ele para controlar a produção atómica dos EUA? Quem controla a deles?
Andam a mexer na lama... e isto começa a cheirar muito mal.

Pergunto-me se perante isto, se deveriam deixar de publicar os cartoons (coisa que parece que cada vez mais corrente até em jornais portugueses)?
Sinceramente não sei, pois deixar de publicar é dar-lhes razão, e publicar é alimentar polémicas, mas há aqui um factor importante e que penso que está a ser esquecida: A religião muçulmana não permite a representação gráfica do seu grande profeta Mahomed. Acho que aqui a palavra de ordem é RESPEITO!

1:46 da tarde  
Blogger Ant disse...

Caríssimos o que está aqui em causa é a importância dos ícones. Está também em causa a questão da liberdade - imprensa e outras -. E ainda mais do que as opções religiosas. Poderia ter mencionado as escolhas de orientação sexual que servem para promoção individual exacerbada. O tema esgota-se? Acho que não. em breve iremos tera prova disso

3:32 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

... isto é tema para sexta-feira à noite, onde os olhares se cruzam e os sentimentos se mostram, está-me a apetecer levantar a voz e o Caps Lock não me satifaz.

4:16 da tarde  
Blogger Ant disse...

Mas será que o Caps Lock satisfaz alguém?
Valha-me Deus se assim for

4:31 da tarde  
Blogger _pimpolha_ disse...

Este post por acaso despertou-me a atenção e deu-me mesmo vontade de comentar. Ora aqui está o que "falavamos" no outro dia...o teu post influenciou-me! ehehe =D
Eu tb concordo que tdas as religiões (entre outras coisas) merecem respeito e ninguém deve julgar outro só porque tem uma opção diferente (a kk nível). Contudo, como é que conseguiram ficar tão ofendidos com um simples cartoon quando a maioria deles (os que defendem esta religião e o tão falado profeta) pratica ou apoia actos absolutamente impensáveis tantas e tantas vezes?! São violentos em tantas coisas, barbaros quase...!(claro que ha sp excepções, mas neste caso paga o justo plo pecador...) Epá...aos nossos olhos (europeus, catolicos, cristãos, whatever!) muitas das coisas que eles fazem como sendo as mais naturais (E JUSTAS) do mundo também nos parecem aberrações e ofensas à condição humana...e se tb decidirmos sair para a rua a revoltar-nos (a sério!) por causa disso?! Acho que lhes falta coerência...é quase como apanhar um puritano num bar de striptease! BAH!!
Peço dcp se exagerei, mas esta questão deixa-me com os cabelos em pé!
bjinhus **

8:42 da tarde  
Blogger Ant disse...

Pimplha amiga, aqui estás à vontade. O espaço é teu.lol
Bj

8:51 da tarde  
Blogger Jotabê disse...

olha lá oh meu, como é que se mete um filme no blog, tenho aqui um que ias adorar. A SÉRIO.

6:25 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial