quinta-feira, janeiro 26, 2006

Mais intimidades

Em jeito de continuação…

Esta é dedicada.
Porque os posts são como as cerejas.


Mind Games

We're playing those mind games together,

Pushing barriers, planting seeds,
Playing the mind guerilla,
Chanting the Mantra peace on earth,
We all been playing mind games forever, S
ome kinda druid dudes lifting the veil.
Doing the mind guerilla,
Some call it the search for the grail,

Love is the answer and you know that for sure,
Love is flower you got to let it, you got to let it grow,

So keep on playing those mind games together,
Faith in the future outta the now,
You just can't beat on those mind guerillas,
Absolute elsewhere in the stones of your mind,
Yeah we're playing those mind games forever,
Projecting our images in space and in time,
Yes is the answer and you know that for sure,
Yes is the surrender you got to let it, you got to let it go,

So keep on playing those mind games together,
Doing the ritual dance inn the sun,
Millions of mind guerrillas,
Putting their soul power to the karmic wheel,
Keep on playing those mind games forever,
Raising the spirit of peace and love, not war,
(I want you to make love, not war, I know you've heard it before)

(John Lennon)

3 Comentários:

Blogger lazuli disse...

estive a ler-te, gostei muito.
Espero fazer parte da família..
Beijos

1:30 da manhã  
Blogger lazuli disse...

Um poema de que gosto muito. Para ti.

Sou de outras coisas
pertenço ao tempo que há-de vir sem ser futuro
e sou amante da profunda
liberdade
sou parte inteira de uma vida vagabunda
sou evadido da tristeza e da ansiedade
Sou doutras coisas
fiz o meu barco com guitarras e com folhas
e com o vento fiz a vela que me leva
sou pescador de coisas belas, de emoções
sou a maré que sempre sobe e não sossega
Sou das pessoas que me querem e que eu amo
vivo com elas por saber quanto lhes quero
a minha casa é uma ilha é uma pedra
que me entregaram num abraço tão sincero
Sou doutras coisas
sou de pensar que a grandeza está no homem
porque é o homem o mais lindo continente
tanto me faz que a terra seja longa ou curta
tranco-me aqui por ser humano e por ser gente
Sou doutras coisas
sou de entender a dor alheia que é a minha

sou de quem parte com a mágoa de quem fica
mas também sou de querer
sonhar o novo dia

Fernando Tordo (Cantor e compositor)

2:53 da manhã  
Blogger Jotabê disse...

... sabes! uma vez utilizei, claro que identificada, a música "Woman" do John, para concorrer a um programa de rádio que supostamente tería de se utilizar uma forma inovadora de exprimir o amor que se sentia pela pessoa amada, arrependi-me sinceramente, obviamente o juri não entendeu a letra ou a forma como, um abraço.

7:36 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial