quarta-feira, dezembro 07, 2005

Clemência

Há pessoas, como este indivíduo que trabalha aqui, mesmo ao lado de mim, que são merecedoras da nossa pena, dó, eu sei lá mais o quê...

Este indivíduo, como milhares, vive, alimenta-se, respira da ilusão de mandar. A oportunidade de dar uma ordem, um comando (nem sei se ele alguma vez foi militar), funciona como um tónico, um afrodisíaco que o mantém activo.

É vê-lo excitado, a correr de um lado para o outro, manda aqui, manda ali.
E ri-se e grita e esbraceja possuído por essa ilusão de que trabalha imenso.
Cansa-se e cansa-se e cansa-nos.

E reclama e vocifera que até dá dó.
Sim, é verdade.
Depois de ter passado por momentos de raiva e ódio, já só consigo sentir pena do homem.

Não que o ache uma boa pessoa que vive injustiçada. Não.
É só porque já não consigo evitar este sentimento ignóbil da Pena.

Estes indivíduos, que pululam um pouco por todo o lado, acreditam que nesta vivência pouco afável e aborrecida para nós que os vemos cirandar, pisar, à espera de um momento para subirem para as costas dos que se limitam simplesmente a tentar sobreviver às suas investidas e de todos os outros iguais a eles.

Esses, os outros, porventura mais inteligentes (ou espertos), são aqueles que nos dirigem e nos azucrinam a bola.

Fazendo minhas as palavras de uma amiga recente:

Dasssss.

6 Comentários:

Blogger Animatógrafo disse...

Amiga recente?? Hum...

5:04 da tarde  
Blogger Maheve disse...

Já estive em uma situação dessas e entendo a tua pena pois, chega um momento em que só ha espaço pra este tipo de sentimento. É incrivel como as pessoa que se acham com algum poder nas mãos, adoram gritar, impor,oprimir e as vezes humilhar as pessoas ao seu redor. Já chorei com situações assim, já me senti injustiçada diante de posturas absurdas como essa. Hj quando lembro, ainda sinto pena da criatura que, a estas alturas, já deve ter ganho uma ulcera de pêmio por tanta arrogância. Infelizmente o mundo está cheio de figuras assim.
Abraços carinhosos

9:03 da tarde  
Blogger lazuli disse...

há uma frase do salazar que me arrepia: se soubesses o que custa mandar, preferirias obedecer toda a vida.

...

beijos.

3:50 da manhã  
Blogger Ant disse...

Os piores são os pseudo chefes ou chefes incompetentes

10:56 da manhã  
Blogger Tere disse...

Hehehehehe... essa minha citação vai correr mundo... Eu explico-te: Dasssssssssssss, é de Dussssssssssstin Hofman ou mais portuguesmente falando Dassssssssssssssssssilva.... hehehehe... ou então não.

9:25 da manhã  
Blogger Marco_S disse...

Não sei se já reparaste, mas aqui neste cantinho há beira-mar plantado há um síndrome que assola todos aqueles que têm abaixo deles alguém sobre o qual podem exercer o mínimo de poder, mesmo que seja tão pequeno que se torne ridículo. Até mesmo pessoas amigas que admiramos, abrem um negócio ou vestem uma farda e deixam-se rapidamente apanhar pela epidemia. Bem-aventurados os que desse triste destino conseguem escapar pois terão ganho o verdadeiro respeito dos seus subordinados.

3:50 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial