quinta-feira, novembro 17, 2005

Ruptura

Foda-se... Foda-se. Foda-se! Fodaaasssssssse!!


Foda-se toda a gente que se lamenta sem cessar.
Foda-se toda a gente que está mal e não procura estar bem. Depois lamenta-se.
Foda-se quem se acomoda e não faz pela vida.
Foda-se quem impede os descontentes de fazerem pela vida.

Foda-se!

Foda-se a mulher ressabiada mas que tem dores de cabeça, das costas, ou outra dor qualquer quando o marido quer fazer amor.
Foda-se o marido que se queixa da indisponibilidade da mulher mas que chega todas as noites cansado do trabalho, depois de se andar a atirar à estagiária de 20 anos lá no escritório, ou lá onde se diz que trabalha.

Foda-se o estudante que protesta contra o ensino mas que é um cábula e passa os dias a coçar o cu pelos corredores e a tentar “comer” a “Daniela” que é a gaja mais gira da turma.
Foda-se o professor que faz a vida negra aos alunos com matérias de merda que não servem para nada a não ser para que eles pensem que o tipo tem uma grande “Carola”.

Fodam-se os trabalhadores que passam os dias a dizer que o emprego é uma merda e que ganham pouco mas continuam a lamber as botas aos patrões.
Fodam-se os sindicatos que organizam manifestações e greves e que jantam copiosamente à conta das cotas dos sócios.

Foda-se a opinião pública que acusa os funcionários públicos de serem os culpados da crise. Foda- se o funcionário público que se queixa de ser funcionário público e continua a ser, porque sim.

Foda-se!

Fodam-se os ministros que insistem em acabar com a crise à conta dos aumentos dos impostos e contratam mais um director-geral, uma secretária ou outro amigo ou amigo de um amigo qualquer.
Fodam-se o tais ministros que insistem nos tais impostos e ainda por cima aumentam as suas regalias.

Fodam-se os gajos que andam no gamanço e que lixam pessoas que já não têm dinheiro para dar, sequer, aos pobrezinhos.
Fodam-se as “minorias” que não pagam impostos e que vivem à grande à conta das maiorias que os pagam e não é pouco.

Fodam-se e refodam-se os bufos que andam a controlar os colegas e fazem queixinhas ao chefe porque querem ficar bem vistos.
Fodam-se os empresários que acham que os seus empregados podem trabalhar 12 horas por dia, no mínimo, e serem pagos pela tabela mais baixa de salários, sem direito a horas extra.
Fodam-se e voltem a foder-se os empregados que deixam que eles os tratem assim e continuam a deixar.

Foda-se!!

Fodam-se todos os que não estão aqui mencionados: assassinos, corruptos, violadores, chulos, manipuladores, e todos os que se podem enquadrar neste grande foda-se.


Não sei se valeu a pena mas pelo menos fiquei mais aliviado.

5 Comentários:

Blogger Tere disse...

Tás bem amigo???? Isso é que foi... isso do lamento foi pra mim?????? Foda-se.... amuei :(

5:01 da tarde  
Blogger Ant disse...

Não. Não é para ti. Mas anda para aí e para aqui muita gente que não faz mais nada se não lamentar-se.Falam, falam... bla bla bla.
Momentos de fugir todos temos,não é?

Foda-se, neste blog é proibido amuar

10:18 da tarde  
Blogger Tere disse...

Mau..... não se pode amuar por aki???? Mau....

9:11 da manhã  
Blogger Ant disse...

Não, não se pode amuar. Sou muit9o sensível aos amuos.
Pode-se bater, achincalhar, seduzir, amar, desamar, etc. Isto é válido para que aparecer. democracia e igualdade. Anarquia, mesmo.
Agora amuar, isso é que não.
Obrigado por apareceres.
Xiis e Bjs.

11:15 da manhã  
Blogger Tere disse...

Pronto não amuo mais... (hoje) Bjokas

2:14 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial