terça-feira, novembro 08, 2005

Desejos

Já me perdi em mil desejos de mil maneiras diferentes.
Muitos os desejos…
O difícil é reencontrar o caminho de volta.
Reencontrar o tempo perdido nas ilusões.
Tempos difíceis, estes, em que as convicções são postas à prova dia a dia, hora a hora.

E à noite, quando os fantasmas da nossa mais íntima realidade nos visitam para nos recordarem quem somos na verdade?
E mesmo durante o dia, quando eles não adormecem e até cada palavra é um esgar de vergonha pela aparência que exibimos?

Houve um tempo em que acreditei que os desejos se tornavam palpáveis, reais.
Hoje apenas a sensação de uma realidade que nem sempre dá lugar aos mil desejos que quero partilhar.

3 Comentários:

Blogger Tere disse...

Tudo o que queremos é acreditar que tudo se realiza...apesar de cada dia ter mais fé em que talvez não se realize nada...

4:19 da tarde  
Blogger Ant disse...

Fé: certificado, comprovação, confiança.
É um paradoxo fazeres essa construção pela negativa. É verdade que cada vez mais temos menos confiança na nossa capacidade de mudar/transformar o negativo em positivo.
Mas há que ter Fé na mudança que o interior pode proporcionar.
Sempre do interior para o exterior.
Concordas que há dias em que sentimos que estamos brilhantes e que "hoje é um bom dia".
:)

4:32 da tarde  
Blogger Tere disse...

Às vezes tenho desses dias, mas já tive mais... já foram muitos os dias em que acordava a sorrir só porque sim...

2:25 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial